Após quase 10 anos única mulher a ser condenada à morte na história do Paquistão retorna para sua família



Após oito anos única mulher na história do Paquistão a ser condenada à morte é absolvida.

Asia Bibi foi presa em 2009 após ser acusada de fazer comentários depreciativos sobre o profeta Maomé durante uma discussão que ela teve com uma mulher muçulmana enquanto trabalhavam no campo. Segundo o site Portas Abertas a mulher muçulmana havia recusado água de Asia, pois para ela a água estava “impura” após ser usada por uma cristã.

Asia foi julgada e se tornou a primeira mulher na história do Paquistão a ser sentenciada a morte por blasfêmia e passou oito anos no corredor da morte.

Em 2018 Asia foi declarada inocente pela Suprema Corte do Paquistão, mas devido a pressões de grupos anticristãos ela estava impedida de sair do país, assim não podendo se reunir com suas duas filhas, que acreditasse estarem refugiadas no Canadá. Também junto com a pressão para que ela fosse impedida de sair do país um apelo para anular sua absolvição foi feito.

Em janeiro desse ano a Suprema Corte negou o apelo feito para anular a absolvição de Asia Bibi e assim confirmando sua absolvição. Porém mesmo com essa confirmação ela não podia sair do país, pois ainda estava mantida sobre custódia do governo. Mas na ultima semana Asia foi liberada da custódia e hoje pode se reunir novamente com sua família!


Comentários