Cristão é condenado no Irã por promover culto nos lares


 Fadaei foi condenado a 10 anos de prisão por promover igrejas nas casas

No Irã dois cristãos, Saheb Fadaei e Fatimeh Bakhteri, foram sentenciados a quase 19 anos de prisão. De acordo com o International Christian Concern eles foram acusados de fazer propaganda contra o atual regime iraniano.

Os dois homens são membros da Igreja do Irã em Rasht, que fica no norte do país onde a perseguição tem crescido significativamente nos últimos meses. Fadaei já havia sido condenado anteriormente pela mesma corte há 10 anos por promover igrejas nas casas e também pela propagação da crença cristã sionista.

Comentários