Professora de escola dominical certificou-se que cada criança havia aceitado Jesus momentos antes de ataque terrorista


Verlini e seu esposo eram professores da escola dominical da Zion Church.

No domingo de Páscoa, os professores de escola dominical da Zion Church estavam indo para tomar café da manhã quando bombas foram detonadas na igreja.

Em matéria o Portas Abertas entrou em contato com Arasaratnan Verl que perdeu um filho de 13 anos de idade, sua irmã Verlini e seu cunhado (ambos professores da igreja).

“Meu filho, Jackson, e minha irmã (Verlini) morreram no local” declarou Verl “já meu cunhado morreu uma semana após o incidente no hospital."

Verl ainda disse que sua irmã Verlini era uma pessoa muito espiritual “Ela leu a Bíblia toda 27 vezes.” Ele também relatou que momentos antes do ataque terrorista, Verlini havia ensinado as crianças sobre o pecado, e que ela havia se certificado que cada criança havia confessado seus pecados e aceitado a Jesus como Salvador.

“Perder alguém machuca” declarou Verl ao time do Portas Abertas. “Eles eram pessoas especiais. Eles não foram mortos. Eles foram semeados. Eles são como sementes. E o sangue dor mártires é a semente da Igreja.”

“Jesus morreu na Sexta-Feira Santa, e na Páscoa, Ele ressuscitou. Meu filho, minha irmã e meu cunhado morreram, mas eles vão ressuscitar com Jesus naquele dia.”

Comentários