No Quênia 9 cristãos são assassinados por não negarem a Jesus

Mesmo sendo maioria no país cristãos no Quênia são constantemente ameaçados por mulçumanos.

Segundo o International Christian Concern no dia 06 de dezembro, nove cristãos foram assassinados em Kotulo enquanto faziam uma viajem de ônibus de Mandera para Nairobi no Quênia e outros dois estão desaparecidos. De acordo com informações os assassinos separaram os viajantes mulçumanos e assassinaram aqueles que não citaram a chahada (declaração islâmica).



Os nove assassinados foram baleados fora do ônibus e acredita-se que os desaparecidos também tenham sido assassinados e membros do al-Shabaab são suspeitos de terem realizado o ataque. Mesmo com mais de 80% da população sendo cristão, atualmente o Quênia é considerado o quadragésimo no ranking de países onde cristãos são mais perseguido com regiões sendo constantemente ameaçadas por mulçumanos.



Comentários