URGENTE! Relatório dos Estados Unidos destaca abuso de governo chinês contra minorias religiosas

Um dos objetivos do Partido Comunista Chinês é manter o poder através da unidade nacional, o que inclui o controle estatal das religiões.

O Departamento de Estado dos Estados Unidos publicou o Relatório de Liberdade Religiosa Internacional.  Nesse relatório é discutido o status de liberdade religiosa em cada país do mundo durante o ano anterior.[1]

A China foi um dos países que chamaram a atenção esse ano e o relatório sobre o país foi consideravelmente longo e com mais detalhes do que nos anos anteriores. Isso se deve pelo fato da implementação do governo chinês de um plano de cinco anos para tornar as religiões sancionadas pelo estado mais “chinesas”[2]

O relatório reportou que em 2019 o Departamento de Estado descobriu a detenção, para “re-educação”, abuso e tortura de mais de um milhão de Uigures, Huis e cristãos Uigures dentre outros povos.  

Também foi descrito diversos incidentes onde protestantes cristãos receberam mensagens de ameaças de violência físicas ou que tiveram seus dados pessoais publicados online.





[2] Mais sobre o plano de tornar as religiões sancionadas pelo estado mais “chinesas” em https://www.christianitytoday.com/news/2019/march/sinicization-china-wants-christianity-churches-more-chinese.html


Baixe agora gratuitamente o E-book 
Guia Universal Como Elaborar Sermões Eficazes.




Comentários