MAIS UM CRISTÃO É SENTENCIADO A MORTE NO PAQUISTÃO

 

Na foto Asif Pervaiz está a direira e Saif Malook no centro.

O MorningStar News informou que no dia 8 de setembro mais um cristão foi sentenciado a morte no Paquistão sob as alegações de distribuir mensagens de texto “blasfemas” para um colega mulçumanos sete anos atrás.

Asif Pervaiz, 37 anos e pai de quatro filhos, foi preso em outubro de 2013 após seu antigo supervisor o acusar de usar seu celular para enviar mensagens de texto sacrílegas. Pervaiz foi sentenciado sob as leis de blasfêmia. Em sua defesa Pervaiz afirmou que seu antigo supervisor somente o acusou após ele se recusar a converter se ao islamismo.

“Em seu depoimento ao tribunal, Pervaiz disse categoricamente que o seu acusador costumava pressioná-lo a renunciar a fé cristã e se converter ao islamismo”, disse Malook, advogado que representou a cristã Asia Bibi que também havia sido sentenciada a morte, “Pervaiz disse que devido ao constante assedio de seu acusador, ele foi forçado a deixar seu emprego, mas ele continuou a persegui-lo em seu novo local de trabalho.”

Falsa acusações de blasfêmia são constantes no Paquistão, varias vezes tais acusações são motivadas por vinganças pessoais ou ódio religioso. Atualmente cerca de 25 cristãos estão presos no Paquistão sob acusação de blasfêmia.

Comentários