GRUPO MULÇUMANO ATACA VILA CRISTÃ APÓS DOIS HOMENS MULÇUMANOS ESPANCAREM CRISTÃOS DE 10 ANOS

 

Cristãos são considerados cidadãos de segunda classe pela maioria dos mulçumanos no Egito.

Em matéria o site Persecution afirmou que no dia 05 de outubro, um grupo de extremistas atacou casas de cristãos copta na vila de Dabous no Egito.

O grupo planejou o ataque um dia antes do ataque, após cristãos confrontarem dois jovens adultos mulçumanos por espancarem um menino copta de apenas 10 anos. “Dois homens mulçumanos que não pertencem a nossa vila bateram em uma jovem criança copta. Os homens coptas não aceitaram isso”, afirmou Mirna, uma residente da vila de 25 anos.  O confronto se tornou violento e os dois mulçumanos sofreram lesões.

Mirna relatou que “No final da segunda-feira, todos os mulçumanos se juntaram para bater em coptas. Eles estragaram janelas, portas e lesionaram entre 5 ou 6 pessoas.” Um dos dois mulçumanos que havia sido confrontado derrubou da moto um homem copta com o seu filho.

Claire Evans, Diretor Regional do International Christian Concern do  Oriente Médio, disse, “Nós não podemos esquecer que esse incidente começou porque cristãos adultos defenderam uma criança da violência de homens mulçumanos. O ataque subsequente a casas cristãs manda a clara mensagem que cristãos devem permanecer calados quando testemunharem abuso.”

Segundo testemunhas a polícia local foi acionada, mas o grupo de mulçumanos conseguiu escapar.

Não perca a chance de conhecer sua Bíblia de capa a capa!

Comentários